Despertos para o Futuro

Ver vídeo
Saiba mais
DELTA 60 ANOS DELTA 60 ANOS DELTA 60 ANOS DELTA 60 ANOS DELTA 60 ANOS DELTA 60 ANOS DELTA 60 ANOS DELTA 60 ANOS DELTA 60 ANOS DELTA 60 ANOS
Em 60 anos Dissemos que íamos ser

Inovadores Inovadores

Conscientes Conscientes

Responsáveis Responsáveis

Criativos Criativos

Projetos
PROJETOS PROJETOS PROJETOS PROJETOS PROJETOS PROJETOS PROJETOS PROJETOS PROJETOS PROJETOS

Projetos

Há 60 anos que inovamos e procuramos reinventar. Criamos parcerias sustentáveis e nada se perde. Na Delta repensamos tudo, até o tempo. Não te deixes dormir!
01

E SE PLANTÁSSEMOS CAFÉ ONDE NUNCA FOI PLANTADO?

Andamos há 60 anos a fazer o que nunca foi feito. Por isso, decidimos apoiar ativamente os cafeicultores em todo o arquipélago dos Açores. Juntos vamos criar o primeiro café cultivado em território europeu.

Saber mais
02

E SE O CAFÉ DESAFIASSE A GRAVIDADE?

Inovamos todos os dias. Por isso, descobrimos que ao injetor o fluxo de café pelo fundo da chávena, as características da bebida saem reforçadas, a temperatura se mantém constante e o creme se revela mais consistente. Desenvolvemos o RISE, um sistema inovador de extração de café, que proporciona uma experiência sensorial única.

Saber mais
03

E SE O DESPERDICIO FOSSE SÓ O ÍNICIO?

Nada se perde, tudo se transforma. Por isso, as borras de café, as cápsulas usadas ou os resíduos de produção têm uma segunda vida. Seja como embalagens, peças de design ou de arquitetura. É tudo uma questão de perspetiva, respeito pelo planeta e pelas gerações futuras.

Saber mais
04

E SE O CAFÉ REFRESCASSE?

Procuramos reinventar-nos todos os dias. Por isso, se um dia destes ouvir alguém pedir um café fresquinho, não se admire. É a Bruma, a nossa mais recente novidade: um café à pressão, fresco e revitalizante.

Saber mais
05

E SE VIVESSEMOS MAIS DEVAGAR?

Repensamos tudo. Até o tempo.
Por isso, lançámos o conceito Slow Coffee. Café para preparar e apreciar com todo o tempo do mundo. Como antigamente.

Saber mais
06

E SE O DESPERDÍCIO DESSE FRUTOS?

Criamos parcerias sustentáveis. Por isso, em conjunto com a start-up NÃM, inaugurámos a Urban Mushroom Farm, onde são produzidos cogumelos a partir da borra de café, que posteriormente são disponibilizados aos restaurantes. Economia circular verdadeiramente a funcionar.

Saber mais
HISTÓRIA HISTÓRIA HISTÓRIA HISTÓRIA HISTÓRIA HISTÓRIA HISTÓRIA HISTÓRIA HISTÓRIA HISTÓRIA

HISTÓRIA

FUNDAÇÃO DA DELTA

FUNDAÇÃO DA DELTA

Com apenas três funcionários, Rui Nabeiro funda a Delta Cafés em Campo Maior. Marca que viria a fazer dele um exemplo de sucesso empresarial.

AS PRIMEIRAS VIAGENS INTERNACIONAIS

AS PRIMEIRAS VIAGENS INTERNACIONAIS

As viagens são uma constante na vida de Rui Nabeiro que, nesta altura, começa a fazer as suas primeiras incursões internacionais. Espanha, França, Alemanha e Itália são alguns dos destinosque acabariam por se tornar recorrentes, assim como o Brasil.

“Quando vocês estão a ir, estou eu a voltar”. É a frase que Rui Nabeiro diz muitas vezes aos seus colaboradores.

CHÁVENAS DELTA: UM PATRIMÓNIO DE PORCELANA

CHÁVENAS DELTA: UM PATRIMÓNIO DE PORCELANA

É na década de 1970 que a Delta apresenta as suas primeiras chávenas com um design que viria a tornar-se icónico. Ao longo dos anos são muitos os modelos criados, sendo que a maioria se destina ao uso diário de cafés, restaurantes e hotéis de todo o país.

Com os anos, o design atualiza-se e a chávena estiliza-se, tornando-se mais alta e estreita. Introduz-se o vermelho, verde e amarelo característicos da marca e, mais tarde, surgem as primeiras edições de colecionador, com chávenas especificamente criadas para assinalar o Dia da Mãe ou o Natal e momentos marcantes como a Expo’98, campeonatos de futebol ou destinos como Timor.

ADELINO CARDOSO, VETERANO DA DELTA E ALMA DA TORREFAÇÃO

ADELINO CARDOSO, VETERANO DA DELTA E ALMA DA TORREFAÇÃO

Em agosto, prestes a completar 17 anos, entra para a empresa Adelino Cardoso, atual responsável pela torrefação e um dos seus funcionários mais antigos.
Começa por fazer tudo o que há para fazer: ajuda, arruma, empacota e começa a acompanhar a torra do café.

A tropa chama por ele em 1981. Quando regressa à vida civil, decide ingressar na Guarda Fiscal mas Rui Nabeiro, sempre próximo e preocupado, assegura-lhe: “Se te arrependeres, tens estas portas abertas.”

Ao fim de quatro meses, volta a entrar por elas. E nunca mais volta a sair.

NOVADELTA: A MAIOR FÁBRICA DE TORREFAÇÃO DA PENÍNSULA IBÉRICA

NOVADELTA: A MAIOR FÁBRICA DE TORREFAÇÃO DA PENÍNSULA IBÉRICA

À medida que a Delta vai crescendo, as necessidades de torrefação de café vão-se tornando cada vez maiores. A primeira bola de torra com que tudo começou em 1961 já não chega e o processo da torra do café começa a ser deslocado do centro de Campo Maior para a enorme Herdade das Argamassas, adquirida em 1968.

O complexo vai progressivamente crescendo e vai-se modernizando. Os serviços de armazenagem e empacotamento deixam também o centro da vila, assim como os açúcares e, em 1984, a chamada Novadelta, a unidade industrial do grupo, torna-se a maior fábrica de torrefação da Península Ibérica.

A FEBRE DOS CALENDÁRIOS

A FEBRE DOS CALENDÁRIOS

No final da década de 1980, a Delta é uma marca em franca expansão nacional. E procura, de todas as formas possíveis, comunicar com clientes e potenciais clientes.

Além das chávenas e pacotes de açúcar, além dos anúncios de rádio, jornais e televisões, aposta também em itens de proximidade, como autocolantes, porta-chaves, pins e, sobretudo, calendários de bolso.

DESPERTAR TODOS OS DIAS COM ANTÓNIO SALA E CAFÉ DA DELTA

DESPERTAR TODOS OS DIAS COM ANTÓNIO SALA E CAFÉ DA DELTA

O programa “Despertar”, na Rádio Renascença, é, por esta altura, um sucesso absoluto de audiências.

Todos os dias, milhares e milhares de pessoas acordam ao som do respetivo jingle, cantado por uma espécie de “We Are The World” à portuguesa – Nuno da Câmara Pereira,
José Cid, Raul Indipwo, Dina, Paulo de Carvalho, Marco Paulo e Simone de Oliveira, entre outros – com letra de António Sala.

Jingle esse que antecede a voz do próprio António Sala e de Olga Cardoso, em três horas diárias de emissão patrocinadas pela Delta.

ONDE ESTÁ BRIGITE MONIQUE? HERMAN JOSÉ DESVENDA O MISTÉRIO

É na década de 1990 que a Delta começa a investir de forma mais consistente em campanhas televisivas. Numa das mais memoráveis, em 92, Herman José desempenha o papel do detetive Dick Shade para tentar responder à pergunta “Onde está Brigite Monique?”

A verdade sobre a beldade desaparecida viria ao de cima, como a espuma do café Delta. A aceitação dos consumidores é imediata.

A campanha inclui um concurso em que os telespectadores e clientes são convidados a descobrir a verdade e a enviar os símbolos das embalagens Delta.

A LIDERANÇA NO MERCADO DOS CAFÉS E UM MUSEU

A LIDERANÇA NO MERCADO DOS CAFÉS E UM MUSEU

33 anos depois do nascimento, a Delta torna-se a marca líder de mercado em Portugal e cria o Museu do Café.

Na Herdade das Argamassas, perto da fábrica da Novadelta, passa a ser possível a qualquer visitante aprender mais, não só sobre a origem do café, como sobre a sua história e importância que teve no mundo, em Portugal, e especificamente em Campo Maior.Máquinas, moinhos, chávenas, a primeira bola de torra e o primeiro carro de distribuição do café são alguns exemplos do que é apresentado ao público.

Quase dez anos mais tarde, a 28 de março de 2014, o museu foi integrado no novo Centro de Ciência do Café.

O CAFÉ OFICIAL DA EXPO’98 (E UMA ESTÁTUA PARA RUI NABEIRO)

O CAFÉ OFICIAL DA EXPO’98 (E UMA ESTÁTUA PARA RUI NABEIRO)

A Delta não podia deixar de estar presente: é seu o café oficial da Expo’98.

Presente em 137 pontos espalhados por todo o recinto, a marca de Campo Maior serve mais de seis milhões de bicas ao longo dos quatro meses que dura a exposição. São 42 toneladas de café e muitas parcerias, que se traduzem, por exemplo, nas 20 mil chávenas criadas especificamente para o evento.

É um momento fundamental para a marca, a fechar uma década de grande crescimento.

ENTRA FIGO, SAI UM ANÚNCIO PARA A DELTA

E antecipa o seu pedido – é assim que começa o anúncio de televisão da Delta de apoio à seleção nacional no Mundial de futebol de 2002, que se realiza na Coreia do Sul e no Japão.

Figo tinha vencido a Bola de Ouro em 2000 e, em 2001, foi considerado o melhor jogador do Mundo pela fifa.

NUNO MARKL E OS MAGNÍFICOS VANDALISMOS DA DELTA

Em setembro, a campanha publicitária da nova embalagem do Delta Lote Chávena arranca em força e torna-se impossível não dar de caras com Nuno Markl. É ele o protagonista da campanha “Sono”, que passa nos vários canais de televisão.

Há também cartazes. E, nos cartazes, Markl limita-se a sorrir de pálpebras cerradas com a embalagem do café nas mãos: “reconhece-se até de olhos fechados”.

Resultado: a campanha oficial dá lugar à campanha oficiosa, feita espontaneamente pelos fãs de Nuno Markl.

De súbito, o comediante começa a receber centenas de versões alteradas da imagem original, e decide juntá-las num blogue a que chama Vandalismos da Delta.

FESTIVAL DELTA TEJO DÁ MÚSICA A 50 MIL PESSOAS

FESTIVAL DELTA TEJO DÁ MÚSICA A 50 MIL PESSOAS

Um festival no meio de Lisboa, com vista sobre o Tejo e “boa música, bom café e boa onda”, que aposta na cultura musical como plataforma difusora de boas práticas ambientais e sociais. Este é o mote para o Delta Tejo que, em 2008, na sua segunda edição, deu um enorme salto em dimensão e notoriedade.

Como sempre, o cartaz é composto maioritariamente por grupos provenientes de países produtores de café, como Angola, Timor ou Brasil. Neste ano, os dois palcos recebem mais de vinte atuações de nomes como Adriana Calcanhotto, Clã, Ana Carolina ou Sam The Kid.

Terminada a edição, a pegada carbónica do festival é contabilizada pela Delta, que a compensa integralmente através da plantação de 50 mil árvores no Parque Nacional da Peneda-Gerês.

A DELTA À DESCOBERTA DO BRASIL (E DO MUNDO)

A DELTA À DESCOBERTA DO BRASIL (E DO MUNDO)

Em 2012, a Delta passa a estar presente de forma direta no Brasil. Através da Delta Foods Brasil, sediada em São Paulo, o Grupo Nabeiro entra no país que, com mais de 200 milhões de habitantes, se torna o seu maior mercado até então. O recorde é, no entanto, esmagado dois anos mais tarde, com a chegada à China.

Líder no mercado nacional, a Delta chega hoje a mais de 35 países, espalhados por cinco continentes, quer seja com uma presença direta ou indireta, através de parcerias com distribuidores locais.

A MAIS RECENTE VERSÃO DO TRIÂNGULO DA DELTA

A MAIS RECENTE VERSÃO DO TRIÂNGULO DA DELTA

É em 2013 que passamos a ver o novo logótipo da Delta por todo o lado: da publicidade às chávenas, passando pelos pacotes de açúcar e todos os outros objetos de merchandising. Há uma nova imagem, um novo slogan e, pela primeira vez em mais de 50 anos de história, uma única marca à escala mundial.

Sempre em contínua evolução, tal como o próprio grupo empresarial, o logótipo de 2013 vem acompanhado de uma nova divisa, que resume na perfeição meio século de sucesso da Delta: “o café da sua vida”.

Delta com todos – Juntos pelo Amanhã!

Delta com todos – Juntos pelo Amanhã!

A Delta Cafés está ativamente a apoiar a restauração, através de um conjunto de iniciativas que visam promover o bem-estar financeiro dos estabelecimentos.

Através do site www.deltacomtodos.com podem ser consultadas todas as iniciativas.

Despertos para o futuro!

Despertos para o futuro!

Passados 60 anos,dizemos que
Estamos e estaremos sempre

Despertos
Para o Futuro